BAND




-JOIN OUR JOB.HELP-COLABORE COM O NOSSO TRABALHO.AJUDE-WE ACHIEVE THE BRAND OF 5000 EDITIONS-Osiągamy Marka 5000 EDYCJE-ATINGIMOS A MARCA DE 5000 EDIÇÕES-Logramos MARCA 5000 EDICIONES-=Raggiungiamo MARCA 5000 EDIZIONI-Nous atteignons BRAND 5000 EDITIONS-Мы достигаем бренд 5000 ИЗДАНИЯ-VISIT. THE NEWSPAPERS OF THE WORLD HERE TITLE WITH YOUR SUPPORT-Tosc. Giornali del mondo QUI RACCONTO con il vostro sostegno-Visiti. Les journaux du monde ICI de TALE AVEC VOTRE SOUTIEN-Visiti. Газет мира ЗДЕСЬ СКАЗКА С вашей поддержкой-USE TWITTER-@webjump21-@GLOBENEWSWEB-@DAILYTIMES21-@NEWSBOOK21-@BRASILNEWS21- CALENDAR 2016-CALENDARIO 2016-GLOBE NEWS-GLOBE NEWS-GLOBE NEWS USE TWITTER @GLOBENEWSWEB UŻYWAJ na twojej komórce-تستخدم على الجوال-Die Verwendung auf Ihrem MOBILE-あなたの携帯電話で利用-USE ON YOUR MOBILE-使用您MOBILE-USAR en tu móvil-UTILISER sur votre mobile-Использовать на вашем MOBILE-USE IN-FACEBOOK-News Paper Globe News.NEWSWEEK NEWS-BULGARIAN NEWS-COLOMBIA REPORTS-HAWAII NEWS NOW-THE LOCAL GERMANY-GAZETA POLSKA- KYIVPOST- NEWS JAPAN TODAY NEWS-CBS NEWS- G1 GLOBO-BRASIL NEWS-THE WALL STREET JOURNAL-LE MONDE-FRANCE -TORONTO SUN-THE HINDU-ARAB NEWS-ALJAZEERA-GULFNEWS-VIETNAM NEWS- JAKARTA POST-MOSCOW NEWS-CORRIERE DELLA SERA -NORWAY NEWS-TURKEY NEWS-UKRAINE NEWS-JAKARTA POST-JAPAN TIMES-AL ARABIYA NEWS-DAILY RECORD-KUALA LUMPUR POST-MALAYSIA-MADAGASCAR TRIBUNE-MOROCCO WORLD NEWS ABS -CBN-NEWS-PHILLIPINES NEWS-THE IRISH TIMES-IRELAND NEWS-THE NEWS YORK TIMES-CAMBODIA POST-ALASKA NEWS-SOUTH AFRICA-WELLINGTON NEWS TIMES-ADELAIDE NEWS-THE ADVERTISER-WELLIGTON NEWS-BEIJING NEWS CHINA-MASHABLE-BANGKOK POST-TAILAND NEWS->

domingo, 27 de março de 2016

G1-(JOSE SERRA PODERA SER CONDENADO-POR CRIME DE RESPONSABILIDADE-VEJA AQUI)OU NÃO

G1-(VEJA O G1-E OS OUTROS JORNAIS DO MUNDO AQUI NO GLOBE NEWS)

OGLOBO-(O BRASIL IRÁ CONSTRUIR CADEIAS,PARA TANTOS POLITICOS CORRUPTOS,OU VAI MANDA LOS PARA PEDRINHAS)

FOLHA DE SÃO PAULO-EXISTE GOLPE SIM,O POVO FOI TRAIDO ,POR ESSES POLITICOS CORRUPTOS.

THE WALL STREET JOURNAL-The Challenge of Easter Whether you’re a believer or not, there is no way to ignore the radical claim of the Resurrection.

Wiadomości - Polska, polityka, świat -Obama nie przyjmie Dudy na szczycie o globalnym bezpieczeństwie. "To zamierzony afront"


STF autoriza a retomada de ações contra ex-ministros de FHC

1ª Turma do STF aceitou recurso da PGR, que questionava arquivamento.
Ações pedem reparação de prejuízos relativos à ajuda do BC para bancos.

Do G1, em Brasília
Pedro Malan, ex-ministro da Fazenda, José Serra, que chefiou o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, e Pedro Parente, ex-ministro da Casa Civil (Foto: Bruno Santos/Folhapress; Edilson Rodrigues/Agência Senado; Alan Marques/Folhapress)Os ex-ministros Pedro Malan (Fazenda), José Serra (Planejamento) e Pedro Parente (Casa Civil) (Foto: Bruno Santos/Folhapress, Edilson Rodrigues/Agência Senado e Alan Marques/Folhapress)
A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal aceitou recurso da Procuradoria-Geral da República e autorizou a retomada de duas ações de reparação de danos por improbidade administrativa contra os ex-ministros do governo de Fernando Henrique Cardoso, do PSDB: Pedro Malan (Fazenda),José Serra (Planejamento, Orçamento e Gestão), Pedro Parente (Casa Civil), além de ex-presidentes e diretores do Banco Central.
As ações, apresentadas pelo Ministério Público Federal, questionavam assistência financeira no valor de R$ 2,97 bilhões do Banco Central ao Banco Econômico e Bamerindus, em 1994, dentro do Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento do Sistema Financeiro Nacional (Proer), que socorreu bancos em dificuldades.
Em 2002, Gilmar Mendes concedeu liminar (decisão provisória) para suspender as ações e, em 2008, mandou arquivar os processos que estavam na Justiça Federal do Distrito Federal.
Em uma delas, os ex-ministros e ex-dirigentes do BC haviam sido condenados pela 20ª Vara Federal à devolução de quase R$ 3 bilhões. A outra ação, na 22ª Vara, ainda não havia sido julgada.
A defesa dos ex-ministros argumentava que, segundo a Constituição Federal, caberia ao Supremo processar e julgar os ministros de Estado, "nas infrações penais e nos crimes de responsabilidade".
Gilmar Mendes concordou que os fatos apresentados eram classificados como crime de responsabilidade e não improbidade, e considerou, entre outras coisas, que os ex-ministros não poderiam ser punidos porque os valores apontados "em muito ultrapassam os interesses individuais" dos envolvidos.
Os ministros da 1ª Turma reverteram esse entendimento. Para eles, a ação aponta ato de improbidade administrativa, que está dentro da área civil, e pode ser retomada na primeira instância. Ministros de estado só têm foro privilegiado e são julgados no Supremo em caso de crime de responsabilidade e crimes comuns.
G1 procurou a assessoria de imprensa do PSDB, mas não conseguiu contato até às 21h30.
Ações
A primeira ação, que corria na 22ª Vara Federal de Brasília e ainda não foi julgada, pedia a condenação dos ex-ministros ao ressarcimento ao erário das verbas usadas para pagamento de correntistas dos bancos Econômico e Bamerindus, que sofreram intervenção. Também houve pedido de perda dos direitos políticos dos ex-ministros.
A segunda ação, na 20ª Vara Federal, na qual houve a condenação, envolvia também os ex-presidentes do Banco Central Gustavo Loyola, Francisco Lopes e Gustavo Franco, e ex-diretores da instituição.
O juiz condenou eles à devolução dos valores aos cofres públicos, mas rejeitou pedido de perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais. Para o magistrado, não ficou provado que os acusados incluíram os valores em seus patrimônios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário